blurred cannabis background2

Relatório de qualidade

To see the batches you will have to login. If you are logged in and still can't see the batches please reach out to us!

Análise de canabinóides

0.01 g (±.0001) de cristais foram dissolvidos em 1 mç de metanol (grau CLAE). A solução foi submetida a um ultrassom durante 2 minutos e foi agitada em vortex por 10 segundos. As amostras antes da análise por CLAE diluíram-se adicionalmente com metanol até à concentração final de 0.01 mg/ml.

Análise Cromatográfica

A análise do conteúdo de canabinóides foi efectuada usando o módulo de separação Waters 2695 (Milford, MA, USA) equipado com unidades de injector automático, refrigerador de amostras, dispositivo de degeneração a vácuo e aquecedor de coluna. A separação de todos os canabinóides foi realizada numa coluna RP YMC PRO C18 (150 x 4 mm I.D., S-3μm) aliada com uma pré-coluna C18 mantida a 30º C por um forno de coluna CTO-20AC. A elução consistiu em acetonitrila:água (FA 0.1%) (4:1) e foi feita em 30 minutos. A taxa de fluxo foi mantida a 0,8 ml / min. Os canabinóides CBD e CBDa foram monitorados a 225 e 306 nm de comprimento de onda, respectivamente, usando o detector de absorção dupla Waters 2487 (Milford, MA, EUA). O volume de injecção de 20 μl foi injectado usando um amostrador automático a 10 ° C. A avaliação dos dados foi realizada usando o software Empower 2.

A quantificação do CBD e do CBDa foi obtida da equação de regressão linear da curva de calibração dos padrões de referência individuais ao traçar a concentração versus a quota da área. O intervalo de calibração para o CBD e o CBDa foi linear de 5 a 500 μg/ml. Amostras que contenham concentração de CBD ou CBDa mais elevada que 40% foram enfraquecidas diluindo-se 10 vezes antes de injecção. O tempo de retenção do CBDa foi de 7.1 minutos e do CBD foi 8.1 minutos.

Análise de terpenos

Da amostra homogénea foram escalados 10 mg e diluídos com 1 ml de pentano contendo 0,04% de decano como padrão interno. O tubo contendo a solução da amostra foi colocado em banho ultra-sónico durante 5 minutos e depois misturado. 200 μL da solução preparada foram diluídos com 800 μL de pentano puro misturado e analisados individualmente por GC-FID.

Depois utilizou-se um cromatógrafo de gás Agilent HP 6890 equipado com FID para a análise dos terpenóides. A separação realizou-se numa coluna capilar Rtx-5 w/Integra-Guard (comprimento de 30 m, 0,25 mm i.d. e 0,25 μm df). As injecções foram realizadas em modo dividido usando um forro de divisão / forro de propósito geral embalado com lã de vidro. O programa começou a 50º C, aumentou para 280º C (a 15 ° C / min) e manteve-se durante 15 minutos durante um total de 31 minutos. Foram injectados 2 μL de cada amostra com hélio como gás transportador (modo de fluxo constante, 1 ml / min) utilizando uma relação de divisão 1:10. As temperaturas foram aplicadas 280º C para o injector e a 260º C para a linha de transferência. Os dados foram analisados usando o Chemstation v.D.02.00.275 (Agilent Technologies).

Lista dos Terpenos alvo:

  • Composto RT
  • Decano (IS) 5,165
  • α-pineno 4,635
  • Mirceno 5,095
  • Limoneno 5,538
  • Linalol 6,176
  • E-Cariofileno 9,328
  1. Concentração de decano no pentano 0,04% = 1 ml de pentano contém 0.292 mg de decano.
  2. 0.01g de amostra dissolvida com 1000 µL de pentano contendo 0.04 % de decano.
  3. Extracto com uma concentração de 10 mg/ml dissolvidos 5 vezes. Concentração final do extracto numa solução 2.5 mg/ml (0.0025 g/ml).
  4. Concentração final de decano numa solução 0.073 mg/ml.
  5. 0.073 mg de decano / 0.0025 g de extracto = 29.2 mg/g de extracto
  6. Calculações

Área máxima do decano - 29.2 mg/g de extracto
Área máxima do composto alvo - x mg/g de extracto
x= 29.2 × Área máxima do composto alvo / Área total do decano = quantidade do composto alvo mg / g de extracto.

Our website uses cookies to show you relevant content and features for social media and to improve our traffic. The information about your activity is also shared with our collaborators.